4 de jun de 2010

Saudadar




Saudade parece gostar de mim, pois vive passeando em meu coração. Já chega sem avisar e lá se instala como se fosse a sua casa. É como se ela sentisse saudade de mim. Criamos uma certa intimidade, até. Desisti de lutar contra ela quando me mostrou seu lado bom. Há quem não o conheça, mas vindo de onde ela vem, pénsem, não pode ser de todo má.
Sim, para ser saudade verdadeira, ela precisa ter nascido de algo bom, muito bom. Eu, pelo menos nunca senti saudade vinda de algo ruim e garanto que não existe alguém que já tenha sentido. Hoje, quando sinto saudade, dou mais valor à minha vida. Significa que algo de maravilhoso me aconteceu.
A saudade, quando viu que me conquistou, acabou se animando e, de repente começou a inventar situações. Sim, ela adora brincar comigo; quando não tem como nascer de algo real, vem trazer-me lembranças de algo que nunca aconteceu.
Sinto, então, saudade de promessas não cumpridas e de sonhos não realizados, de beijos que nunca recebi, de abraços que nunca me envolveram e de mãos que nunca me tocaram. Sinto saudade de quem viria, mas não veio e de respostas que nunca chegaram. Sinto também saudade do abraço que não pude dar e do toque que minhas mãos tanto e somente ensaiaram.
E, por toda essa intimidade, sinto-me à vontade para inventar um verbo para ela: saudadar.
Esta noite, ela chegou com tudo, parece que vai ficar. Saio de casa e, enquanto passeio pela praia, escrevo seu nome na areia e olho para a lua cheia, vou saudadando você...

...

13 comentários:

Majoli disse...

Que lindo verbo, saudadar...jamais que caminhas na areia da praia, em paz.

Não consigo mais te ler minha amiga, ouço tuas palavras, percebo o teu olhar, o teu jeito ímpar de dizer as coisas.
fazes parte de minha vida, és uma amiga muito, muito querida.

Saudadar você é bom viu querida?

Beijos e uma noite de paz aí no Recife.

Haroldo disse...

...saudadar!
Talvez essa saudade tenha um nome.
Suelizar também me faz saudadar...
Nossa saudade é do que virá e daquilo que já saudadamos a tempo...
Quando essa saudade se instala, eu simplesmente suelizo, e ela se torna menos intensa e mais degustável.
Minha querida rainha, saudademos essa vontade de aproximar aquilo que nunca separamos, e de separar aquilo que ainda não aproximamos...
Ter saudades é, como bem disse, reviver algo bom, que em nosso caso, é realizar um sonho jamais sonhado e que, desde já, temos saudades!
Adoro você, minha querida e doce rainha!
Bjs!

Marilu disse...

Querida Sú, saudade é uma palavra tão especial que só existe em nossa língua. E quem nunca teve saudade, é pq nunca viveu nada que valesse pelo menos um momento. Mas você deve procurar outros momentos felizes para ter saudade. Adorei seu texto..lindo..Beijocas, tenha um lindo final de semana.

Tiburciana disse...

Su tbem sou a rainha da saudades
mas acho que isso é um bom sinal
devemos ter vivido muitas coisas boas para ser tão saudosas assim
bjosss

Sandra Botelho disse...

Eitaaaaaaaaa saudade gostosa heim amiga...
Bjos achocolatados
E tambem já estou com saudades viu?

Maria disse...

SUELI MINHA AMIGA...,

TÃO LONGE EM DISTÂNCIA, E TÃO PERTO DO CORAÇÃO...,
CHEGO AQUI JUNTO A VÓS...,

QUE ENCONTRE...
SAUDADE
É UMA PALAVRA PORTUGUÊSA, TÃO NOSSA.

:)) BEIJOSSSSSSSS COM MUITA SAUDADE.

Bill Falcão disse...

É assim mesmo, Su: temos saudade de algo que nos aconteceu e também do que não aconteceu.
Bjooo!!

claudete disse...

Muito bem aplicado este novo verbo, Aurélio deve estar morrendo de inveja e....também! Como é bom ter você aqui , amiga , pelo menos estamos festejando o saudadar!
te amo, viu?

RICARDO garopaba BLAUTH disse...

saudadar bem vindo
escrito na areia
gravado no tempo
entre onda e outra
tempo perfeito
para curar
para acalmar
trazer lembranças
todas boas no seu lugar

saudandando
escrevemos histórias
que editadas renderão
boas lembranças
para oas amanhãs
em que novas saudades
chegarem

ricardo GAROPABA blauth

Elaine Barnes disse...

Perfeito! Sinto saudades de tudo isso também.Me identifiquei muito. Parabéns! Você sempre toca no ponto certo.Ah...Bela homenagem que recebeu.Achei uma fofura rs... Montão de bjs e abraços

Robson Schneider disse...

Já sentiu saudades de coisas que não viveu? uma nostalgia mesmo? pois é...



beijo e obrigado pela visita! me identifiquei muito com a sua forma de escrever.

Cadinho RoCo disse...

Saudade do mar que quando distante afoga meu ser em querer dele estar perto.
Cadinho RoCo

JuJu disse...

Fiquei imaginando essa saudade como uma garota de cabelo castanho-quase-loiro, vestido grande cor-de-creme e carinha meio marota. E é claro, você sentada em um banquinho e ela sentada também... só te saudadando hehe!
...
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!