2 de dez de 2009

Pássaro livre


Era uma vez um pássaro livre que tinha para si todo o céu e todas as matas e os mais límpidos riachos para se banhar. Tinha tudo que desejava e já não tinha medo de voar. Gostava muito de noites de lua e, muitas vezes pelas praias feliz voava, banhando-se de sol durante o dia ou à noite admirando o luar refletido nas águas do mar... Sentia que algo faltava, mas nunca conseguiu decifrar.

Mas, tinha também uma gaiola dourada, cuja porta sem trancas nunca o impedia de sair ou de entrar. Numa dessas noites de luar, ao voltar para sua gaiola, eis que lá se encontrava uma garbosa e sorridente avezinha que, com seu olhar penetrante, conseguiu lhe encantar ...

De tão livre que o pássaro era, naquele dia de sua gaiola fez o sol e à noite, fez o mar... e quando voltou a voar nas noites de lua, a sombra que refletia já não era só sua e a cada dia que passava, mais tarde de sua gaiola saía, pois era lá que mais gostava de ficar.

Era uma vez um pássaro livre...
...

8 comentários:

Maria disse...

AMEI A HISTÓRIA
EU PESSOALMENTE GOSTO IMRNSO DOS VÊR EM LIBERDADE.


:)) BEIJJJJJJJJJJJ

Majoli disse...

Ai...ai..ai
Que coisa linda.
Quero um pássaro que venha me encontrar e que adore ficar meio que preso pois ali estarei eu pra o acariciar.

Amiga, você está cada dia poetizando mais lindo, estou amando.

Beijos com muito carinho.
Amo você.

Sonia Pallone disse...

Oi lindona, vim te deixar meu abraço e agradecer o carinhoso recadinho no Solidão. Minha despedida é temporária, mesmo porque adoro te ler, não dá pra deixar de vir vez em quando...Beijão viu?

claudete disse...

Este conto traduz sem meias palavras a necessidade dúbia de ficarmos presos pelo amor...porque queremos; ficarmos livres por amor...porque desejamos. Muito bonito, Su. Bjs. Clau

Elcio disse...

Lindas as imagens mentais.
Alem de abissais.

É isso ai.

Bjs e otimo fds.

Ana Luiza F. disse...

Alguém ja disse que o amor aprisiona... mas que prisão bem boa!!! Lindona, muitas vezesnos deixamos engaiolar melhor ainda se podemos ao mesmo tempo desfrutar da liberdade. Bj enorme!!!!!

Haroldo disse...

Era uma vez um pássaro livre que então,
encontrou a verdadeira liberdade!
Encontrou a Paz e o Amor!
A sua liberdade estava dentro de sua gaiola aberta,
Que não impediu que a liberdade ali entrasse,
Se instalasse, e o fizesse livre!
As vezes, ser livre é ter o coração atado a outro coração,
E só assim, voar...

Anônimo disse...

Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!