21 de abr de 2013


“Amo e sei que não devo.
E quanto mais sei que não devo,
mais sinto que amo...”

(autor desconhecido, dos meus tempos de adolescência)
...



6 comentários:

Severa Cabral(escritora) disse...

BOA TARDE AMIGA !!!!!!!!
O PENSAMENTO É FORTE...AMAR É SEMPRE UMA DÁDIVA ...
BJS SAUDOSOS!!!!

Sandra Botelho disse...

E quem pode explicar o amor? Inexato em todas as suas definições...Mas sentimos e ele nos prega tantas peças neh amiga? BJos no coração amiga!

Majoli disse...

Pois é Su, a gente nunca sabe realmente porque amamos.

Acho que me lembro desses versos, deliciosa recordação da adolescência.

Beijos cheios de saudades.

Marilu disse...

Querida amiga, tenha um lindo e abençoado dia das mães. Beijokas

Severa Cabral(escritora) disse...

Vim trazer um beijo de final de semana !!!!!!!!!!!!!!!
saudadesssssssss

Severa Cabral(escritora) disse...

Hoje vim te convidar a visitar o FOLHAS DE OUTONO através do Poema LENTES DO MEU OLHAR!
Que pode ser considerado uma arte,mas que na realidade revela o movimento que tem o teu olhar.
Peço desculpas por não poder deixar comentário,mas te espero lá para falar de vida e de lente que faz reinar a beleza da luz ...
bjs e até minha volta recuperada !