12 de out de 2009

Ciclos


Mais um ciclo encerrara-se em sua vida, mas ela insistia em continuar no antigo. Não que ele tivesse sido bom, mas havia o medo de sentir saudade, o receio do desconhecido, o pavor de querer voltar e não mais ser possível.

No momento do passo decisivo, virou-se e correu de volta... sem rumo, sem proa, só sabia que estava voltando. Não percebeu as mesmas paisagens nem que tudo se repetia. De repente sentiu um choque, estava sendo atropelada.

Rodopiou, caiu, abriu os olhos e tentou levantar-se, mas alguém a impedia de sair do lugar, cada vez que tentava, novo choque sofria e novamente caía. Percebeu então que quem lhe atropelava também estava perdida e, na ânsia de seguir adiante, era por ela também atropelada.

Nenhuma das duas saía do lugar e, atônita, ela conseguiu fitar o rosto da outra... e entendeu. Não havia mais como voltar, ela precisava retornar para o fim do ciclo, e partir para o próximo. Quem a atropelava impedindo seu retorno e, ao mesmo tempo era por ela impedida de seguir adiante ... era ela mesma.
.....

“É preciso entender que quando um ciclo termina, temos que partir para o próximo. Ficar é regredir e atropelar a si próprio.”
.....

8 comentários:

ricardo blauth disse...

ALO SUELI

nós mesmos
nossos melhores AMIGOS
e se nos descuidar-mos
seremos inconscientemente
nossos maiores inimigos

felizmente descobri
isto há muito

bjs

RICARDO garopaba BLAUTH

Majoli disse...

Estou tentando aprender isso amiga, mas ainda não aprendi...mas sou nova, né mesmo?..rs

Beijos e saudades.

Essa semana que você estará com a Maria Claudete né?
Dê muitos beijos meus pra ela.

Chica disse...

Grande verdade essa! Se ficarmos parados, somor atingidos peloa chegada de um novo ciclo e podemos não estar preparados...beijos,chica

Analu disse...

Ai....ai.... cadê a tecla SAP? Não amore, não se precupe pq teu texto está claro como água. Eu é que estou me boicotando pra evitar entender o que preciso. Que m.... morar tão longe. Eu seria uma aluna aplicada, eu juro! O número 4 do meu texto, fazia referência justo a um telefonma que recebi! Qto às fotos, acontece querida. Já tomar outro vinho e outro café,please!!!!! Te amo demais da conta. Bjs

Ana Lúcia Porto disse...

Gostei!! Nem sempre percebemos que a falha está em nós mesmos...
Ana Lúcia.

Bill Falcão disse...

Na maioria das vezes, nós é que nos atrapalhamos mesmo, Su!
Bjooooooooo!!!!!!!

Ana Luiza F. disse...

Vim dar um beijo no afilhado.

JuJu disse...

Além do mais, se não houvesse mudança de ciclos, a vida não teria graça.
...
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!