25 de fev de 2011

As estradas da vida da gente


Se repararmos bem, a vida é exatamente como uma estrada. Às vezes, uma reta asfaltada, uma curva aqui, outra acolá, mas muito fácil de se trafegar e, geralmente nessas, não usamos nossos próprios pés. Também não temos muitas oportunidades para admirar as paisagens e o perigo que, quando existe, pode chegar sem aviso e ser fatal.

Outras vezes, caminhos mais íngremes aparecem à nossa frente e, se quisermos atingir nossos objetivos, teremos de seguí-los, porém, por nossa própria conta, sozinhos ou acompanhados, dependendo da situação.  Podem ser planos, com subidas e descidas e, dependendo de nossa direção, podem ser estreitos e difíceis ou amplos e mais confortáveis. Nada nos obriga e seguir por eles. Podemos até mesmo nos sentar sobre uma pedra, aparentemente confortável, e apenas ficar descansando, assistindo os outros passarem por ali.

Mas, nosso senso de aprendizado, geralmente, nos impele a seguir adiante. Usamos nossa inteligência ou vamos aprendendo a usá-la no percurso. Tudo seria mais fácil se, mesmo com obstáculos, as encruzilhadas não surgissem à nossa frente. Nas estradas da vida, elas dificilmente são sinalizadas. Não sabemos exatamente onde cada uma nos leva. Só podemos ter certeza que um passo adiante poderá nos levar a atingir mais rapidamente o nosso objetivo, como também retardá-lo ou, até mesmo, fazer com que ele desapareça, dando lugar a outro, ou não.

Todavia, nossos caminhos também contém armadilhas. São os famosos atalhos; muitas vezes, seguimos por um deles, esperando chegar mais rápido, mas ele possui tantas curvas e nos confundem tanto que, sem esperar, após uma longa e infrutífera caminhada, podemos acabar retornando exatamente ao ponto de partida.

Quando isso acontece, penso que precisamos parar um pouco e, ao invés de nos desesperarmos, devemos entender que a vida colocou-nos de volta no início do trajeto, provavelmente, para prestarmos a devida atenção em algo que tenha passado em branco ou, talvez, esteja nos dando uma nova oportunidade para escolher o caminho mais correto e produtivo desta vez.

Sueli Benko

...

14 comentários:

♥ Evelin Pinheiro ♥ disse...

Verdade. Nossa vida é uma longa estrada. Nos reserva sempre surpresas a cada curva. Não sabemos o que vem além do horizonte. O jeito é seguir e levantar a cada tropeço e olhar sempre pra frente!
Adorei amiga!!

Sabia que meu blog ta fazendo niver?? Pois é! Tô fazendo postagens comemorativas, Passa lá! Tá convidada pra festa \o/

BeijO*-*
http://evesimplesassim.blogspot.com/

Elaine Barnes disse...

Os trajetos´que trilhamos é o que importa,de como trilhamos esse caminho,pois no final, tudo está certo com está.òtimo seu texto e reflexão amiga, sempre engrandecendo nossa visão das coisas. Montão de bjs e abraços

Mgomes - Santa Cruz disse...

Sueli: Simplesmente verdade a nossa vida é uma longa estrada que temos que caminhar e acabamos por não saber qual é o nosso destino.
Beijos e bom fim de semana.
Santa Cruz

Marilu disse...

Querida amiga, essa longa estrada da vida que temos que percorrer com percalços, ladeiras íngremes, curvas perigosas, muitas vezes nos levam a desanimar e a sentar nessa pedra a beira do caminho. Mas a vida cobra caro determinadas atitudes, e é porisso que temos que continuar, nem que tenhamos que começar tudo de novo, sempre vale a pena. Adorei o texto. Tenha um lindo domingo. Beijocas

Marilu disse...

Querida amiga, essa longa estrada da vida que temos que percorrer com percalços, ladeiras íngremes, curvas perigosas, muitas vezes nos levam a desanimar e a sentar nessa pedra a beira do caminho. Mas a vida cobra caro determinadas atitudes, e é porisso que temos que continuar, nem que tenhamos que começar tudo de novo, sempre vale a pena. Adorei o texto. Tenha um lindo domingo. Beijocas

claudete disse...

oi minha querida...quantas verdades...mesmo sabendo tudo isto nos encontramos sempre diante das encruzilhadas..cada dia tenho mais certeza que não estamos sós , sempre tem alguém bem perto trilhando as vias idênticas. Uma coisa me seduziu, o seu final reflexivo foi perfeito , acrescente-se :tudo depende de nós! Beijão cheio de saudade.

Juliêta Barbosa disse...

Sueli,

Vim te visitar e tive uma bela surpresa: um blog sobre a construção do teu AP. Também estou construindo. Vou ler tudo com calma, pois pretendo aprender. Em matéria de construção sou um desastre.Obrigada!

Quanto "as estradas da vida da gente," eu acredito que: só vivendo, amando e aprendendo, chegaremos ao final da reta com a sensação de que fomos felizes, apesar de...

Chica disse...

Quando queremos pegar atalhos, podemos errar, acelerar ...

Trilhar passo a passo é preciso, mas não somos assim...um lindo dia, tudo de bom,chica

Everson Russo disse...

A vida e seus sempre loucos caminhos...temos que descobrir atalhos e as melhores rotas...grande beijo de bom dia pra ti querida.

Sonia Pallone disse...

Ontem fui à Casa da Prece e lá tinha um cartaz que dizia: Deus sempre coloca estradas onde não há mais caminhos...É isso, claro que não podemos deixar tudo nas mãos Dele, mas é só Confiar e fazer nossa parte, usando pelo menos a mínima porcentagem do imensurável cérebro que Ele nos deu. Aprender a ler 'os sinais'...É isso. Bjs amiga.

JuJu disse...

Mas não é possível viver se não nos atrevemos a encarar essas estradas. Não dá para ficar o tempo todo parado no mesmo lugar. Quem fica parado não evolui.
...
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

ASTROTERAPIA disse...

Olá Sueli, não a conheço mas sei que você é amiga da Elaine, então a considero minha também.
Bem pelo que vi em seus blog existe muito seu lado sagitariana, bem tb sou sagitariana então conheço bem essa energia mutável.
Os sagitarianos são otimistas e precisam atingir horizontes, fé, viagem, estudos superiores, e etc.
Parabéns acho que vc correponde muito seu signo solar. Bjs de Cynthia

Gisa disse...

OI!
Costumo dizer que a vida sempre nos surpreende. As vezes positivamente e por outras negativamente. Porém, retornar ao ponto de partida talvez seja a forma ideal de corrigir nossos erros e percorrer o caminho certo. Mas, nem sempre conseguimos olhar pra trás e enxergar que pegamos o caminho errado.
Vivendo e aprendendo... Sempre!
Abraços, Gisa.

Diego Benko disse...

(Antes de tudo,saiba que esse lap nao tem acento..rs) Putz mae,a minha ''estrada'' eh cheia de curvas e obstaculos viu,e muitas vezes nao acho o destino que preciso percorrer.Mas tb que graca teria se fosse uma linha reta de facil acesso neh??? A unica certeza que tenho,eh que na garupa da minha moto(so figura de linguagen ta? rs..)ou no passageiro do meu carro,vc estara sempre ao meu lado,pois eh meu anjo protetor que me guia todos os dias.. Te amo mais que tudo :)))