27 de mar de 2010

E eu fui ao encontro do meu coração ...


... quantas barreiras que me pareciam intransponíveis precisei atravessar para chegar até ele... Quantas surpresas ao encontrá-lo. Eu o julgava frágil e necessitado de proteção, então, perguntei-lhe o que precisaria ser feito para que ele fosse o mais feliz de todos os corações e, estupefata, ouvi a mais inesperada das respostas:


“Desde há muito tempo fazes coisas para não me deixar sofrer, mas nunca vieste me perguntar o que seria necessário para me deixar feliz. Estou cansado de tanta proteção. Estes altos muros que construíste para impedir que o sofrimento chegasse até mim nada mais eram que proteções para ti mesmo. Sim, Ego, tu que sofres porque não queres ser passado para trás, porque aprendeste e assumiste com as pessoas deste mundo tantas inverdades, tantos conceitos infundados, tantas besteiras... Fizeste íntima amizade com o Orgulho; somente a ele ouves e a mais ninguém. Para safar-te do inconveniente de seres contrariado, ergues muros e mais muros em nome da minha proteção. Não sei a quem desejas enganar, nem sei se enganas a ti próprio, mas o que tenho a te dizer é que não preciso de nada disso, minha função nesta vida é somente amar. Eu vivo de amor e até disso tentas me privar. Queres escolher por quem devo ou não me apaixonar, como se isso possível fosse. Desde que destes as mãos ao Orgulho, tiras-me o direito de amar sem ser amado. E quem disse que preciso ser amado? Eu tenho amor suficiente para nós e para distribuir a quem eu bem entender. Infelizmente preciso de ti para dar vazão a ele, mas o que fazes? Prendes-me numa redoma como se eu fosse um inválido! Sinto-me tão sufocado, não há quase espaço para viver. E depois reclamas que não te sentes bem... Sentes aperto no peito e ainda achas que sou eu quem não está funcionando... Ora, faça-me o favor! Queres me ver bem? Então liberta-me! Se eu quiser amar a quem não lhe dá a mínima importância, deixa-me! Se estás esperando retorno, dana-te! Experimenta deixar teu amigo Orgulho de lado e volta-te para mim, quem verdadeiramente te dá a vida. Aprenda que o importante é amar. Ser amado é apenas um detalhe (detalhe muito bom, reconheço, mas não essencial à vida). Se queres me ver feliz, suplico-te: abandona o orgulho e deixa-me amar a quem eu bem entender. Ah, e eu não preciso da presença de ninguém a não ser da tua... Eu preciso somente ter liberdade para escolher a quem amar porque sei quem é melhor para nós, mesmo que não haja retornos, mesmo que haja distância, mesmo que não haja esperança... Entendeste?”

...

Estou aqui ruminando o que acabei de ouvir...

Sueli Benko

...

18 de mar de 2010

Tenho um sonho...


Tenho um sonho ... Um sonho que sonho quando estou acordada.
Alguém um dia me disse que se eu pensasse com muito afinco e se diariamente fizesse uma tela mental daquilo que eu desejasse com muita intensidade, meu sonho seria realizado. Então, além de pensar (intensamente), escrevo ...


Tenho um sonho... e você está nele.
Há um lugar... Há uma porta... Há eu aqui...
Você acolá, chegando... entrando...
Há um abraço com braços e com alma, encaixado, entrelaçado,... longo... bem longo
Há mão na mão.... Há olhos nos olhos....
Poucas perguntas... (ou nenhuma)
Há um vinho... Há palavras.... Há sussurros (muitos)...
Há muita vontade, sua e minha, de que parem todos os relógios do tempo...
Há mais, muito mais, que não ouso sonhar, porque, se acontecer,
que seja tecido somente de realidade (minha e tua).

Há um sonho... O lugar está quase pronto... a porta também.

...

Sueli Benko
...

16 de mar de 2010

FORTALEZA

Perdoem minha ausência, estou tirando uma semaninha de descanso merecido.
Estou em Fortaleza, pensando no "Futuro"...

Volto logo!

Beijinhos

...

10 de mar de 2010

Por saber amar ...


Por saber amar,
um dia descobre
que amar a si mesma
é saber mais.

Descobre tanto,
que o amor não cabe
em si: transborda,
inunda, muda rumos,
abre caminhos.

Então, renasce
a mulher
do seu próprio
dom de amar.

Transforma
a si mesma,
transforma
vidas.
...
(Texto desenvolvido pela empresa Lado a Lado - Design, Comunicação e Marketing)
...
Foi o texto mais lindo que recebi pelo Dia Internacional da Mulher.
Singelo e profundo.
Mesmo que com atraso, fiz questão de enfeitar meu cantinho com ele.
Sueli
...

7 de mar de 2010

Força pessoal – Um presente para mim pelo Dia das Mulheres

Atualmente faço um curso onde uma das matérias treina-me a reconhecer e saber usar minha força pessoal. Às vezes, passamos uma vida inteira sem conhecê-la. A boa notícia, para quem ainda não sabe é que ela existe mesmo e comprovar sua existência foi para mim um momento mágico.

É claro que para chegar nela há de haver muito treino, disciplina e fé. Fé em si próprio, é claro, apesar de que qualquer fé é permitida, tudo pode ajudar na hora, mas, experimente confiar somente em algo de fora... Se não acreditar no que está dentro de si e que é seu, por direito e por lei universal, nem pensar... baubau!

Já consegui usá-la, com sucesso, em diversas situações e minha lição de casa para esta semana é treiná-la em algo que eu esteja julgando muito difícil de conseguir. Resolvi, então, usá-la para afastar um pensamento indesejável, que está “enchendo-me o saco” já há um tempinho, chegando a distrair-me a ponto de atrapalhar meu sono. Está sendo um “prato cheio” para meu treinamento!

O caminho foi primeiramente convencer-me de que minha força é muito mais poderosa que um pensamento bobo e mal vindo. O segundo passo é substituí-lo por outro assim que der as caras (e repetir isso, incansavelmente...). Minha sorte é que há um pensamento lindo para substituí-lo (penso num certo “rei”). Estou desde ontem praticando. Posso garantir que hoje já consegui anular bastante a invasão do intruso. (agora estou esperando a hora de dormir... vamos ver... rs). Prometo contar o resultado para vocês, daqui a uma semana. Isso faz parte do aprendizado, estou me comprometendo a apresentar um resultado... Percebem?

E quero oferecer a mim esse resultado como um, digamos, ”auto presente”, pelo “Dia das Mulheres”.

...
Sueli Benko
...

4 de mar de 2010

Fios de ausência

Imagem: http://sopra.blogs.sapo.ptarquivo2004_03.html


Com fios de ausência vou tecendo os lençóis de saudade ...

...que irão cobrir meu corpo esta noite.
...
Sueli Benko
...